sexta-feira, 14 de setembro de 2012

CHEGAR A ou CHEGAR EM?

Na língua padrão, a regência verbal de "chegar" exige a preposição "a" e não a preposição "em". Assim, vejamos algumas construções corretas:

Chegamos a Quixadá hoje cedo. (e não Chegamos em Quixadá)

Chegamos ao restaurante pontualmente. (e não Chegamos no restaurante)

Chegamos a Fortaleza com meia hora de atraso. (e não Chegamos em Fortaleza)

Ao chegarmos ao local combinado, fomos surpreendidos. (e não Ao chegarmos no local)

Quando chegamos à piscina, todos já haviam saído. (e não Quando chegamos na piscina)


Atenção: A regra vale para outros verbos que designam movimentos (ir, vir, voltar...):


Fomos à praia. ( e não Fomos na praia)

Voltamos ao local do acidente. (e não Voltamos no local)


Observação: Na linguagem coloquial é admitido o emprego da preposição "em", porém evite-o na linguagem escrita e na linguagem falada em ocasiões que exigem a língua padrão.


Nota: Quando usados como intransitivos, em construções do tipo "Chegamos cedo", temos um sujeito (nós), um verbo intransitivo (chegamos) e um adjunto adverbial (cedo), razão por que não se exige a preposição.

.

3 comentários:

  1. Excelente. Dicas que me preservam de cometer equívocos são de importância muito grande. Obrigado

    Ciro.

    ResponderExcluir
  2. Chegar não indica movimento. Fomos à praia. Chegamos na praia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Indica, sim senhor, se você chega é porque saiu de um lugar pra outro!

      Excluir